Comida típica do Nordeste: Veja as melhores para experimentar.

A verdade é que não há alimento que represente tanto o Brasil quanto a comida típica do nordeste. Pois, além de serem deliciosas, são muito versáteis e vão bem com qualquer coisa. Por isso, vale muito a pena provar. No artigo de hoje, vamos reunir algumas das melhores opções que você não pode deixar de experimentar.

Ficou curioso? Então, você está no lugar certo. Pois, pensando nisso, preparamos a seguir uma lista com algumas das principais comidas que você vai encontrar e precisa experimentar ao visitar o nordeste brasileiro.

Comida Típica do Nordeste: Melhores Pratos

Acarajé um tradicional prato típico nordestino

Comida típica do Nordeste: Acarajé

Uma das comidas típicas mais comuns do nordeste é o acarajé que, apesar de ser muito consumido na região da Bahia, a verdade é que já se alastrou para várias outras regiões do Brasil. Em suma, trata-se de uma massa de feijão-fradinho, onde contém cebola e sal, além de passar pelo processo de fritura no azeite de dendê.

Por fim, é possível servi-lo com pimenta, camarão seco, vatapá, caruru ou salada. O mais legal é que essa comida é tão comum em várias regiões que você pode facilmente encontrar em qualquer barraquinha, além das tradicionais barracas de comida baiana.

Vatapá

Vatapá: Comida típica do Nordeste

Outra comida típica da culinária afro-brasileira, a qual é feita com farinha de rosca ou fubá. No entanto, também leva leite de coco, camarão, amendoim, pão, azeite de dendê, pimenta e casta de caju.

Tipicamente no nordeste, é comum servir de duas diferentes formas: como recheio do acarajé ou com arroz. As duas formas são deliciosas, mas são experiências gastronômicas bem diferentes. Vale a pena provar ambas.

Baião de dois é o arroz delicioso da comida típica do nordeste

Não tem como falar de comida típica do nordeste sem citar o baião de dois, haja vista que é um dos que as pessoas mais adoram. Não é à toa que esse é um dos pratos que os turistas mais pedem. Trata-se de um prato que surgiu no Ceará, o qual contém arroz, feijão carne seca e queijo coalho.

De acordo com os relatos, o prato nasceu em meio às dificuldades dos cearenses durante o período de seca. Portanto, eles juntavam as sobras de arroz e feijão e acrescentavam outros ingredientes, como a carne seca e o queijo. Daí em diante, virou uma receita típica e simples, mas vital para a sobrevivência de muitos.

Moqueca

Ao visitar o litoral nordestino, você não pode deixar de experimentar os pratos com frutos do mar, sendo a moqueca uma das mais conhecidas. De forma resumida, nada mais é que um cozido de peixe, que pode ter outros frutos do mar. No entanto, obrigatoriamente a receita deve levar o leite de coco e azeite de dendê.

A forma típica de preparo é servido com pirão, arroz e farofa. Apesar de ser uma receita típica do nordeste, outras regiões também criaram suas próprias versões, como no estado do Espírito Santo. A moqueca é um prato muito apreciado no nordeste desde capitais até regiões mais interioranas como São Miguel do Gostoso.

Carne de sol com pirão de coalho

Este prato típico do nordeste é a carne de sol servida com um delicioso pirão feito à base de queijo coalho, leite, farinha de mandioca e manteiga de garrafa.

Paçoca de carne seca é uma maravilha da comida típica do nordeste

A paçoca de carne seca, trata-se de uma farofa feita com farinha de mandioca, cebola e carne seca moída. O prato pode ser servido com banana e acompanhar um baião de dois.

Dobradinha

A dobradinha é um prato típico nordestino feito à base de feijão branco cozido com bucho de boi. Vale a pena experimentar.

Sarapatel

Com receitas variadas em cada estado, esse prato típico do nordeste é um ensopado feito com vísceras de porco, carneiro ou bode e engrossado com o sangue do animal. O sarapatel é servido com farinha e pimenta.

Outros pratos de Comidas típicas do Nordeste

Como vimos acima, as comidas típicas do nordeste, sem dúvida alguma figuram entre as melhores comidas do Brasil. Por diversos motivos, entre eles os temperos marcantes, a gastronomia nordestina costuma ser inesquecível. Confira a seguir outros pratos para você experimentar quando visitar o estado.

Cuscuz um tradicional prato da comida típica do nordeste

Cuscuz

Também não há como falar de comida típica do nordeste sem citar o cuscuz. Pois, ele está presente na alimentação diária dos nordestinos. O preparo é bem simples. Ou seja, trata-se de uma mistura de farinha de milho com sal, o qual deve ser levado ao vapor. No entanto, você pode incrementar a receita.

Para isso, há a possibilidade de umedecer o cuscuz com leite de coco ou manteiga derretida. Vale salientar também que esse alimento aparece tanto no almoço quanto na janta, o qual pode funcionar como um substituto para o arroz.

Buchada de bode o mais tradicional prato da comida típica do nordeste

A buchada é um alimento feito com as entranhas do bode, como os rins, fígado e vísceras brancas. Portanto, é indispensável lavar e ferver. Feito isso, basta cortar, temperar e cozinhar em bolsas que, na grande maioria das vezes, deve ser feita com o próprio estômago do animal.

Caruru

Trata-se de um cozido que tem o quiabo como base da receita. Portanto, deve ser servido com pedaços de carne, frango ou peixe, camarão seco, azeite de dendê e pimenta. Fora isso, é necessário misturar os temperos juntos à farinha de mandioca e ao próprio caldo.

Panelada

Mais um prato da comida típica do nordeste, o qual é composto por bucho e tripa de boi, além de outras partes do animal. Logo, trata-se de um prato bem semelhante à dobradinha, o qual é preparado com tempero forte como pimenta, cheiro verde, alho, sal, pimentão e tomates.

Lanches e aperitivos da comida típica nordestina 

A comida nordestina tem um lugar de destaque na culinária do Brasil. Veja a seguir alguns lanches e aperitivos tipicamente nordestinos e cheios de sabor.

Bolo Frito

Típica do Piauí, o bolo frito é uma receita feita com polvilho ou goma, óleo, leite integral e queijo parmesão ralado.

A massa é feita no forno e depois enrolada no formato de  tranças e frita no óleo. É um ótimo aperitivo para matar a fome entre as refeições.

Aratu na Palha

Um Petisco de sabor marcante muito comum nas praias da costa sergipana é o aratu na palha. É uma espécie de caranguejo bem pequeno encontrado nos mangues de Aracaju. O aratu é servido em uma palha depois de cozido.

Milho Cozido

Depois de tirar as palhas e os cabelos do milho, ele é cozido e servido com sal e, eventualmente, manteiga. É uma excelente opção de lanche rápido e saudável.

Pamonha

Doce ou salgada a pamonha é uma delícia típica do nordeste feita com milho ralado e leite.

Doces típicos do nordeste 

Assim como as comidas, os doces típicos do nordeste, figuram entre os melhores do Brasil. Confira:

Cocada é uma iguaria da comida típica do nordeste

Abrindo a nossa seleção dos melhores doces típicos do nordeste, a cocada é um delicioso doce de coco feito com açúcar branco ou escuro. Essa iguaria nordestina pode ser encontrada sendo vendida nas ruas como um doce de tabuleiro.

Cartola

Esse doce típico nordestino leva em seus ingredientes a banana frita, canela, açúcar e queijo de manteiga. Sem dúvida a combinação de sabores da cartola, a torna uma sobremesa a ser provada.

Arroz-doce

Este doce nordestino sensacional é feito com arroz e leite. A receita pode ter leite condensado e ser servida com cravo e canela.

Pé de moleque

Este é um doce feito de maneira bem diferente em cada lugar do Brasil. Mas, umas das formas tradicionais encontradas nas festas principalmente em Pernambuco, é uma espécie de bolo feito com massa de mandioca, castanha e uma calda de açúcar e manteiga.

Canjica ou mungunzá é uma preciosidade da comida típica do nordeste

A canjica é um doce típico do nordeste, também conhecido como curau em vários estados. O doce é feito à base de massa de milho triturado e leite de coco, servido com açúcar e canela em pó.

Bolo de rolo

A origem deste doce típico de pernambuco está na adaptação do bolo portugês “colchão de noiva”. Ao chegarem no Brasil, os portugueses passaram a trocar o recheio de amêndoas pela goiaba.

O fato de o bolo ficar parecido com um rolo, deu origem ao seu nome. A sobremesa foi reconhecida como patrimônio imaterial de Pernambuco, pela Lei 13.436 de 2008.

Bebidas típicas do nordeste 

Todo mundo gosta de curtir uma boa viagem, não é mesmo? Além de oferecer uma experiência muito enriquecedora, uma boa viagem também é uma oportunidade ímpar de provar comidas e bebidas típicas de cada lugar que você for. Veja então algumas bebidas típicas do nordeste que vão enriquecer sua viagem:

Cajuína é a melhor bebida típica do nordeste

A cajuína é uma bebida típica nordestina de cor alaranjada, feita a partir do suco de caju. Seu sabor marcante e adocicado, semelhante ao licor da fruta é sua principal característica.

Além de ser muito refrescante, a cajuína é uma bebida rica em nutrientes importantes para a saúde. É uma bebida muito famosa nos estados de Maranhão, Ceará e Piauí, sendo considerada, inclusive, patrimônio cultural de Teresina.

Aluá

Comumente feito à base de milho ou casca de abacaxi, outra bebida típica do nordeste é o aluá. A bebida é fermentada com diversas variações dependendo do estado em que é produzida.

Desse modo, você pode encontrar o aluá feito de arroz, ou com adição de iguarias como cravo da índia e canela.

Guaraná Jesus

Outra bebida típica do nordeste que também ganhou o coração dos nordestinos, principalmente os maranhenses, onde a bebida foi criada, é o Guaraná Jesus. Sua popularidade foi tão grande que se tornou símbolo cultural do Maranhão.

Com uma coloração rosa e sabor de tutti-frutti bem doce, a bebida feita à base de cravo e canela foi criada em 1927, em um laboratório localizado em São Luiz do Maranhão, pelas mãos de Jesus Norberto Gomes. 

Devido ao enorme sucesso da bebida, a marca foi comprada pela Coca-Cola alguns anos depois.

Tiquira

Essa bebida típica do Maranhão que se tornou popular em outros estados do nordeste é produzida a partir da destilação de mandioca e adição de folha de tangerina.

Garapa é uma delícia da comida típica do nordeste

A garapa, conhecida em alguns lugares como caldo de cana, é uma bebida que tem se tornado cada vez mais comum no território brasileiro. Pois, é um suco rápido e fácil de ser preparado. No entanto, sua origem é nordestina.

Ingredientes da culinária nordestina 

Alguns ingredientes que fazem parte da culinária nordestina já conquistaram todos os cantos do Brasil, como a mandioca e a carne seca, por exemplo. Mas, ainda existem outros que continuam sendo marcadamente nordestinos, como:

  • Milho

O milho é um ingrediente nativo do continente africano. Ele era plantado em roças pelos índios e não eram conhecidos pelos portugueses e nem pelos africanos quando eles chegaram no Brasil.

O milho era e ainda é usado para fazer mingau, mungunzá, pamonha, bolo pipoca e caium, uma bebida fermentada.

  • Aipim

bastante conhecida no nordeste como aipim macaxeira, a mandioca também é um ingrediente nativo daqui. Os índios usavam a mandioca para fazer pão e beiju, um bolinho que eles comiam no café da manhã.

Nos dias de hoje o ingrediente é bem típico do nordeste e pode ser usado para cuscuz de tapioca, bolinho de aipim, tapioca, aipim frito, entre outros.

  • Azeite de dendê

O azeite de dendê é produzido com o fruto de uma palmeira chamada de dendezeiro. O ingrediente que hoje é indispensável na cozinha nordestina, só chegou ao Brasil no século XVII, trazido pelos africanos.

  • Coco

A polpa do coco é usada principalmente para fazer doces como a deliciosa cocada baiana e o cuscuz doce. Já o leite de coco, que começou a fazer parte da comida nordestina com a chegada dos africanos, é usado em pratos deliciosos como o vatapá, o sururu e até para amaciar a carne.

  • Carne-seca

A carne seca existe desde a pré-história e pode ser preparada como charque ou carne de sol. Primeiramente, ela era usada no nordeste, entre os povos nômades e mais tarde pelos sertanejos.

Apesar do nome, a carne não seca ao sol. A carne de sol preparada do sertão fica mais molhada e menos salgada que a carne-seca e o charque.

  • Pipoca

A pipoca é um ingrediente tradicional nas festas juninas em quase todo Brasil, e no nordeste não seria diferente.Além de festas dedicadas exclusivamente à esses alimentos, uma festa junina que se preze não pode ficar sem pipoca.

Inclusive, a pipoca é uma excelente pedida para quem quer aproveitar o melhor da festa junina sem abrir mão da dieta. Você sabia disso?

  • Pimenta

A pimenta, especialmente a malagueta, muito usada tanto por índios como africanos, caracteriza pratos nordestinos como a moqueca, o vatapá e o acarajé.

Ela começou a ser exportada pelos portugueses desde a colonização, pois é mais suave que as ementas usadas na Europa.

  • Abóbora

Finalizando a nossa lista de ingredientes da comida nordestina, nativa da América do Norte, o jerimum já era usado pelos índios há bastante tempo e também virou ingrediente básico da comida nordestina.

Desse modo você vai encontrar doce de jerimum, purê de jerimum, bobó de camarão servido no jerimum ,entre outros.

Comida típica do Nordeste : Especial para o café da manhã

Tapioca: Comida típica do Nordeste

Outra comida típica do nordeste, em especial para o café da manhã ou da tarde, é a tapioca. O mais interessante é que há versão doce e salgada. Ou seja, para todos os gostos. Deve-se consumi-la com ou sem manteiga, com coco ou demais recheios como frango, queijo e atum. Ainda na versão doce, é possível adicionar chocolate, doce de leite etc.

Caranguejo: O famosinho do Ceará

Finalizando, muito famoso na comida cearense, o Caranguejo tem até um dia especial para ser consumido: a quinta-feira. Nesse caso, é possível servi-lo tanto sozinho quanto acompanhado de siri, camarão, ostras e demais frutos-do-mar.

No entanto, também pode vir com arroz, palmito, leite de coco, farofa etc. Já no Maranhão, o comum é servir com molhos à base de tomate ou coco.

Origem da comida nordestina 

O nordeste brasleiro é conhecido pelo estilo de vida próprio bem típico que se destaca do restante do país. Entre as histórias, as tradições religiosas, o sotaque cantado, as danças e a música, a comida nordestina se destaca e já se tornou até atração turística do estado.

A influência indigena na comida nordestina é extremamente forte. Antes da chegada dos portugueses, a dieta era baseada no consumo de grãos como milho e amendoim, frutas, raízes como o inhame e a mandioca e animais selvagens como a anta, o veado, a tartaruga e o jacaré.

Para temperar as carnes o tempero mais utilizado era a pimenta amassada e misturada a um pouco de alho. Com a chegada dos navios a partir de 1500, a dieta indigena passou a ser influenciada pelas tradições portuguesas e africanas, formando a cozinha nordestina que conhecemos atualmente.

Dos africanos foi herdado o cuscuz, o feijão, o arroz e o óleo de dendê. O leite de coco veio da Índia para a África antes de chegar ao Brasil. Dos portugueses foram herdados doces como o quindim e as panquequinhas de tapioca.

Com o tempo, a culinária nordestina foi se tornando cada vez mais variada, influenciada pela diversidade de culturas e tradições que se encontravam na região depois do descobrimento.

Perguntas e respostas sobre a comida típica do nordeste

Quais são os principais pratos nordestinos?

Entre os principais pratos nordestinos destacam-se o cuscuz, o baião de dois, o clássico acarajé baiano, o bolo de rolo, a tapioca e a carne de sol. 

Qual a comida nordestina mais pedida?

O vatapá, um creme feito com farinha de rosca ou fubá, pimenta, leite de coco, pão, azeite de dendê, camarão, castanha de cajú e amendoim está no ranking das comidas nordestinas mais pedidas.

Qual comida nordestina é boa?

Sem dúvida alguma a comida nordestina é toda boa. Mas, seus doces típicos merecem destaque como o melhor da comida nordestina. Vale a pena experimentar.

Qual a comida nordestina mais estranha?

Entre as comidas nordestinas exóticas, a mais famosa é a buchada de bode. O prato é feito com o bucho do bode e tem sabor acentuado bem forte. Ou você ama, ou você odeia. Não tem meio termo.

Deixe uma resposta