Café descafeinado: curiosidades sobre ele

Pela manhã, após o almoço, no lanche da tarde, em um momento relaxante. Qualquer hora um cafezinho é bem-vindo. Seu sabor e aroma são inigualáveis e caem bem nas mais variadas combinações, por isso hoje falaremos adiante sobre o café descafeinado.

No entanto, há discussões sobre os prejuízos que a cafeína pode trazer. Essa substância está presente numa concentração por grão de café varia entre 0.8% a 2,5%. A quantidade presente na bebida varia conforme a região em que ele é cultivado. Além, é claro da variação da forma de preparo. Quanto mais forte, maior a concentração.

Algumas pessoas são intolerantes à cafeína. Isso impede o consumo de uma bebida tão gostosa e apreciada pela maior parte dos brasileiros. Sendo assim, a alternativa é optar pela versão descafeinada. Quer saber mais sobre essa versão? Continue por aqui.

Imagem mostra uma xícara de café descafeinado, pois muitas pessoas preferem o café descafeinado devido a sensibilidade da cafeina

Café descafeinado: como é o processo para retirar a cafeína

A produção do café começa pelo cultivo dos grãos em terreno adequado. No tempo certo, eles são colhidos e torrados. Em seguida são moídos e embalados. Há quem prefira adquirir os grãos torrados e moídos na hora. Como forma de ressaltar o sabor e aroma.

O café é rico em sais minerais e aminoácidos, além da cafeína, uma das substâncias marcantes e ao mesmo tempo alvo de discussões sobre os benefícios e prejuízos que ela pode causar. Como alternativa, as produtoras optaram por acrescentar a versão descafeinada.

Veja algumas formas comumente usadas para extração da cafeína:

  • Lavagem dos grãos: para extração da cafeína usando esse método, é preciso mergulhar os grãos em um extrato de café sem cafeína. Essa mistura favorece a separação da cafeína de forma natural.
  • Método do gás carbônico: nesse método as moléculas do gás atraem a cafeína, separado das outras substâncias, sem interferir no sabor.
  • Solvente: o solvente chamado acetato de etila usado não traz prejuízos para a saúde de quem consome o café descafeinado. Um dos problemas apresentados por esse método é a alteração do sabor da bebida.

Por que as pessoas preferem o café descafeinado?

Um dos motivos é a alta sensibilidade à cafeína, uma vez que ela pode alterar o metabolismo. Sua ação é rápida, sendo assim pouco depois do consumo do café, a cafeína é metabolizada no fígado e cai na corrente sanguínea.

Para quem é mais sensível a substância esse pode ser um problema sério, uma vez que a cafeína pode intensificar os sintomas psiquiátricos, de estresse e até mesmo problemas gástricos, entre outros.

Ademais, a bebida não perde seu sabor e aroma, bem como seus nutrientes. O que fortalece a condição do café como a bebida preferida dos brasileiros. Ele contém vitaminas B2 e B3, potássio, ferro, cálcio e magnésio.

imagem mostra grãos de café torrado

Por isso, além de saboroso, o café é auxiliar na manutenção da saúde. Estudantes e esportistas recorrem ao consumo dessa bebida para melhorar o desempenho. Uma vez que a cafeína aumenta a velocidade do raciocínio, a concentração e memória, além de potencializar os níveis de energia.

Os praticantes de esportes e atividades físicas diárias apreciam o café, pois ele acelera o metabolismo quando consumido antes do treino, enquanto que após, ele reduz a exaustão e ainda atenua a dor, deixando o pós-treino muito mais tranquilo.

Cuidados com o consumo do café!

Seja tradicional ou descafeinado, o café traz grandes benefícios para a saúde e ainda ajuda na prevenção de doenças, tais como câncer e Alzheimer. No entanto, se consumido em quantidades maiores que o ideal, ele pode trazer prejuízos.

Pessoas hipertensas ou que enfrentam problemas psiquiátricos ou insônia devem evitar o café em excesso, bem como nos horários muito próximos de dormir. Uma opção saudável é optar pelo café descafeinado, mas ainda assim seu consumo deve ser moderado.

Outro cuidado importante é sobre a forma como o café é adoçado, ao usar açúcar, a redução do consumo deve ser ainda maior. Uma vez que esse ingrediente em excesso pode trazer prejuízos para a saúde, tais como diabetes.

Porém, se o café for consumido sem açúcar, seus benefícios podem ser ao contrário no que diz respeito ao diabetes, pois ele regula os níveis de açúcar no sangue e ainda contribui para regularizar o colesterol bom.

Quando consumido com moderação, seja do tipo tradicional ou descafeinado, será sempre um momento de prazer, aliado aos cuidados da saúde.

Conclusão

O café descafeinado é uma opção saudável para quem aprecia a bebida, mas é sensível à cafeína ou não pode consumi-la por questões de saúde. Escolhendo uma marca de café de qualidade, será possível experimentar essa especiaria sem que haja interferência no sabor.

Não esqueça de moderar o consumo e até mesmo variar as formas da bebida, isso faz com que seu paladar fique ainda mais apurado e você conheça outras opções e formas de beber café.

E você quais são seus hábitos em relação ao café? Qual a sua forma preferida de experimentar essa bebida? Conta para gente!

Deixe uma resposta